6 maio 2015 0 Comments Category: Embalagem, Novidades

Pesquisa MWV Packaging Matters revela que brasileiros são os mais influenciados pelas embalagens na hora das compras

A MeadWestvaco Corporation (MWV), empresa global de soluções para embalagens, disponibilizou a terceira edição do Packaging Matters, estudo anual sobre o impacto das embalagens na satisfação com o produto e no comportamento de compra do consumidor. Segundo a empresa, durante a pesquisa foram examinadas as atitudes de consumidores em cinco mercados: Brasil, China, Alemanha, França e Estados Unidos, considerando 11 categorias de bens de consumo, incluindo alimentos, bebidas e cuidados pessoais. Sobre os consumidores brasileiros, o estudo revelou que, mais do que qualquer outra população estudada, esses são os mais influenciados pelas embalagens na decisão de compra.

Os dados da pesquisa reforçaram também a importância significativa da embalagem para a satisfação global do consumidor, com uma forte relação com a intenção de compra e lealdade à marca. “O estudo enfatizou o vínculo entre a importância da satisfação com a embalagem e o comportamento de compra. As embalagens têm um papel relevante na percepção da marca, experimentação do produto e na repetição da compra”, afirma o vice-presidente sênior da MWV, Pete Durette.

Seguindo a tendência do ano anterior, a pesquisa mostrou que 31% dos consumidores globais consideram a embalagem muito ou extremamente importante para sua satisfação geral com produtos. No Brasil, este dado aumenta para 52%, acompanhado da qualidade e segurança. Nesse último item, 94% dos brasileiros revelaram que a embalagem desempenha um papel muito ou bastante importante na segurança do produto. A pesquisa mostrou ainda que 83% dos consumidores globais estão, pelo menos, moderadamente satisfeitos com as embalagens, mas apenas um em cada dez está completamente satisfeito, mostrando uma oportunidade para as marcas. “As categorias em que os consumidores consideram que as embalagens têm o maior impacto sobre seu comportamento de compra são as que têm os menores níveis de satisfação. A questão é: como podemos eliminar essa diferença? Temos a responsabilidade de aproveitar os dados e descobrir como as marcas podem fazer ainda melhor”, reforça a diretora sênior de marketing e inovação da MWV, Tracy Doherty.

No mercado brasileiro, a satisfação com as embalagens é maior. Segundo dados do estudo, em média, 66% dos consumidores no Brasil estão completamente ou muito satisfeitos com o estado atual das embalagens, ou seja, 14% acima da média mundial, que é de 52%. As embalagens de fragrâncias são as que mais satisfazem os brasileiros, sendo 78% deles completamente ou muito satisfeitos com o que é oferecido nesta categoria, média 20% maior que o resultado mundial.

Sobre a importância das embalagens, 37% dos consumidores experimentaram um produto porque a embalagem atraiu sua atenção, ou compraram novamente um produto devido à funcionalidade da embalagem. Os pesquisadores encontraram um aumento significativo em sua importância nos Estados Unidos (de 18% a 24%) e uma leve elevação na China (de 38% a 39%). Em relação à distribuição geográfica, a embalagem é mais importante para consumidores em mercados em desenvolvimento (China e Brasil), nos quais a confiança na cadeia de abastecimento não é tão forte quando em mercados desenvolvidos (França, Alemanha e Estados Unidos).

Acerca do impacto na decisão de compra, por categorias de produtos, das 11 categorias pesquisadas, a embalagem teve o maior impacto na decisão de compra para alimentos refrigerados/congelados, produtos de beleza/cuidados pessoais/fragrâncias e refeições/bebidas para viagem. Mais de um em cada três consumidores afirmam que a embalagem tem muito ou extremo impacto em sua intenção de compra nessas categorias.

No quesito compras on-line X compras em loja, quando se trata de canais de varejo, a embalagem é considerada mais importante para compras em loja (57%) do que on-line (43%), mas essa diferença é menor do que se pode imaginar. A China foi o único país em que a maioria dos consumidores (65%) afirmou que a embalagem é mais importante para compras on-line. No Brasil, 60% dos consumidores consideram a embalagem ao fazer compra em uma loja física, enquanto 40% consideram as embalagens nas compras on-line. Dos mercados estudados, os brasileiros são os que mais consideram a qualidade das embalagens ao fazer compras em lojas.

A respeito de inovação, embora a pesquisa revele que mais de 77% dos consumidores acreditam que as marcas estão na direção certa quando se trata de novas tendências em embalagens, a Packaging Matters mostrou que ainda há espaço para inovações direcionadas. “Os consumidores indicaram que as marcas estão indo na direção certa quando falamos em evolução das embalagens. Contudo, eles continuam querendo mais, especialmente nos quesitos função e segurança. As marcas, e seus parceiros de embalagem, têm uma oportunidade fundamental para aproveitar este momento positivo com inovações contínuas que terão um impacto real sobre a satisfação e o comportamento”, reforça Durette.

A população brasileira, mais que outra qualquer estudada, parece sentir-se mais favorável às inovações apresentadas no mercado de embalagens. De acordo com a pesquisa, 92% dos consumidores brasileiros concordam que o desenvolvimento de novas embalagens tornaram os produtos mais convenientes e de fácil uso, contra 82% da média geral. No entanto, 30% dos brasileiros acreditam que as empresas podem fazer mais para melhorar a segurança dos produtos por meio das embalagens, dado um pouco acima da média mundial, que é de 25%.

(Fonte: Publish Newsletter, 28 de abril de 2015)